Monday, February 11, 2008

Placebo

Você é um falso remédio.
Perturba meu sono.
Invade meu sonho.
E parte.
Parte partindo tudo, sem levar nada.

6 comments:

Mel said...

Siiim! Eu tb adoro a Florbela.
Ela é uma graça e sinistra ao mesmo tempo.
Bom, Clarice é Clarisse, né. Aquele turbilhão de emoções que só ela sabe criar.
:)
Beijo!!!

Morganna said...

desses ventos violentos que chegam e levam tudo. :*

Morganna said...

é música do placebo mesmo? (eu não conheço o placebo. só escuto falar. :D)

David Duarte said...

Ola,

Aconselho-vos o "Tripas à moda do Porto" do Fernando Pessoa.
Poesia ou a forma de instaurar a verdade no mundo :)

Aqui fica um bom blogue para visitares www.caféfilosoficodeevora.blog.pt

Abraço

Raven said...

ai cara, vc sempre traduz...

Laís Lorenzoni said...

Sinceramente, amei, parabéns, poucas palavras expressando sentimentos profundos, adorei muito este poema.

Beijos :*

=]