Thursday, February 21, 2008

Mente

[...]Você é descaradamente a minha cara-metade. É completamente confusa e absurdamente simples ao mesmo tempo. Nasceu num corpo esteticamente aceito e é movida por uma alma inteiramente vazia. Sei que, por dentro, é carinhosamente insensível e, por fora, delicadamente indelicada. Vive liricamente pelas noites em busca de um grande amor, mas insiste em morrer, diariamente, por pequenas paixões.[...]

7 comments:

Talita. said...

gosto desse.

Karlinne said...

ontem eu vi.

hj eu li.

(sou a menina russa do orkut!)rs.

:)

Morganna said...

e não conso de dizer. é de sentir e respirar o que tu escreve.

Morganna said...

*canso. uaah. =)

Ana Vitória said...

^^

Vistando... Parei...

Gostei!

Vellocet said...

Hum, obrigada.
Mas aviso, meu blog está meio parado e meio lixo também. Falta de tempo.
o/
[meus posts são os de cor roxa/lilás]

Raven said...

gente, amei esse texto.