Thursday, February 28, 2008

Enlouquecer calmamente

[...]
Na verdade, um amor não é só uma verdade. Ele também tem os seus dias de mentira. Ele também tem os seus dias de engano. E se não me engano, eu também já passei por esses dias. Mas esses dias também já passaram. Parece que hoje a calmaria-rara resolveu passar uns dias-calmos por aqui. A calma é sempre bem-vinda. Não que ela seja simpática ou desejada, mas é um estado necessário para não enlouquecer de vez. A loucura me afasta certamente da realidade e me aproxima demais das verdades duvidosas que são postas e impostas diariamente ao amor.
Um amor não é só uma verdade, muito menos uma verdade só.
[...]

7 comments:

mari said...

gosto muito de tudo aqui.

Paula said...

Um verdadeiro amor, tem de basear-se na verdade... é preciso coragem para enfrentar certas verdades... mas vale a pena o risco!

Abraço

[P] said...

"Parece que hoje a calmaria-rara resolveu passar uns dias-calmos por aqui"... quando vivo essa fase de calmaria-calma me vejo procurando os furacões.

E o amor deveria ser feito somente de verdades felizes...

Bonito seu texto

=*

BABI SOLER said...

Não é mesmo...
Tem um pouco de mentira e outras coisitas que apimentam esse jogo divertido que é amar.

Tô passeando!

Gell said...

O único amor verdadeiro é o amor universal! =D
Foi um prazer lhe visitar, chega eu tava inspirada ^^
UM grande beijo!

liana said...

a melhor utilidade que se pode dar a vida é o amoor!
muito bom!
:P

www.outrasinfidelidades.blogspot.com

Juliana Caribé said...

Posso dizer que seu texto é lindo? Ele é lindo!
Parabéns!
(vou te linkar, viu?)

Beijos.