Saturday, February 10, 2007

Porque eU Te Amo

-Eu que te encontrei numa ferida entre-aberta, então entrei pra conferir se estavas certa.Eu não queria te trancar nessa quimera,eu tive medo de errar como quem erra.Eu admirava essa coragem feminina ao negar quem te aceitou como mulher. Eu sabia que no fim serias minha, mas o fim é algo que não começa. Eu que encostei nas suas costas, querendo ser por um momento as suas costas, querendo ter aqui por dentro as suas marcas e tatuar eternamente a solidão.Eu que me atirei no vão das suas pernas, eu que avançava e recuava nas suas coxas, eu que não falava mais coisa com coisa e me deixava engolir pelo prazer. Eu que era você que era eu que era Deus, quem dera eu não ser você e não ser Deus e não saber o que é gozar e o que é rezar sem companhia.

-Eu que era amada, era posta numa caixa que não se fecha e ninguém abre e ninguém sabe por onde entra nem por onde sai, nem por onde vai o seu destino. Eu que era casta, que era vasta, que era cheia, que era vaga, que era paga de segunda à sexta não podia nem pensar em pensar em não ser nada, à não ser que esse nada também fosse filho de Deus.

2 comments:

Evelyn said...

todo fim é um começo Pedrinho!!! =)

FlaM said...

Uau pegabi!
Uhuuuuu!
parabens, que texto! isso sim. eh disso que ue estou falando!
bjs, f