Sunday, November 11, 2007

Incômodo silêncio

[...]Posso não ter falado nada. Era tudo o que eu queria falar. Palavras, às vezes, não são necessárias. Palavras, às vezes, só servem para ter algo a dizer quando não se tem nada a dizer. Não me sinto nem nunca me senti na obrigação de sempre ter algo pra falar. Meu silêncio é minha melhor palavra. Não tem som, mas faz barulho. Não tem som, mas te incomoda. Eu sei que te incomoda. Eu sei que você precisa se alimentar de palavras bonitas pra se sentir a mais bonita de todas as criaturas bonitas. Querida, às vezes, as palavras não são necessárias.[...]

2 comments:

Ana Fernandes said...

Esse trecho é teu mesmo?

Bem oportuno na minha vida.
E lindo. Parabéns!

Raven said...

gente, lindo isso.

você, como sempre, traduzindo. ;)