Monday, November 17, 2008

Sintomas "Te amo"

Febre alta. Vontade de te esquecer.

Quero me apossar dos teus sintomas de mau humor: o café gelado, a boca fechada, as sobrancelhas desenhando um V no seu rosto, quase com raiva. Quero me apossar das tuas roupas, poucas. Dos teus sapatos pequenos. Das tuas malas prontas, querendo partir. Das duas horas antes de te conhecer. Dos dois segundos depois de te perder. Quero me apossar da sua voz rouca dizendo que me ama a qualquer hora da manhã. Quero me apossar dos teus segredos mais íntimos - aqueles que te deixam desnuda. Quero me apossar dos teus medos mais óbvios - aqueles que te deixam muda. E essa ausência de palavras me pede para parar de te desvendar. Mas eu não consigo ser mais forte que a doença que se apossa de mim. Desculpa amor, não consigo me desfazer desses sintomas. Sinto, mas te amo.

A febre baixou e a vontade de te esquecer também passou.

5 comments:

Camila. said...

Se são os mais lindos e encantadores sintomas!...


Sinto-me bem em teus lugares, Pedro Gabriel, e por isso não o deixo ou deixarei de ler. Gosto de você postar sempre, mesmo com a falta de tempo - E eu, vagal em horas e horas, escrevo por aqui uma vez ao mês... Um absurdo, não?

Mas, bem, obrigada pelo comentário, e sorte no emprego.

anhorn said...

gostei mano! agora que eu sou anhorn vou passar mais por aqui. ma

Julia Bittencourt said...

vc eh muito vulgar.

Maria. said...

OI. É.. Gosto muito de seus posts, algum problema se eu copiar alguma coisa?

um báu said...

É como digo, por mais que Proust nos fale e explique a respeito, não há quem nos dê um antídoto...o mal da paixão é mesmo uma praga! (ou não)

Abraço!