Saturday, August 23, 2008

Contraluz

[...]


Contra a luz, contra Deus e o mundo as sombras vão se multiplicando e se unindo como se fossem reflexos de corpos existentes, mas não existem. Apenas se refletem contra a luz.Contra a luz, contra Eu e o tudo as sombras vão se dividindo e se despedaçando como se fossem Deus, como se fossem o mundo, como se fossem eu, como se fossem tudo, como se fossem fugir, mas não fogem. Apenas se afastam com a luz.


[...]

3 comments:

Juliaray said...

.
.
.
Remete-me ao Mito da Caverna, de Platão. Algumas ligação ou minha mente permitiu-me essa ilusão?
.
.
.

Camila. said...

Belos trocadilhos, muito, muito inteligentes.

rogeriomarcal said...

E aí Pedro.
Gostei muito dos seus textos. Muito bons.

Abração.

Rogério Marçal