Friday, December 28, 2007

Nada a declarar

Caso você não tenha nada para fazer, leia:
Antes de mais nada, queria ressaltar que do nada me veio uma idéia de escrever sobre o nada. Gostaria de deixar bem claro que não me inspirei em absolutamente nada para elaborar esse meu texto. Eu sei que nada é por acaso, e por acaso também sei que o que acabei de escrever não tem nada a ver com o que vou continuar escrevendo.Mas enfim, como não tinha nada para fazer resolvi começar a escrever sobre o nada.Eu sei que isso não vai me levar a nada, mas não custa nada tentar. Eu sei que não tem nada a ver ficar falando sobre o nada, mas também sei que nada me impede de falar sobre o nada, ainda mais quando não tenho nada para fazer; e não há nada nesse mundo que vai conseguir me tirar essa vontade nada comum de deixar tudo para depois só para falar agora sobre o nada.Eu sei que você não tem nada a ver com isso, mas veja bem, eu gostaria de escrever sobre o nada sabendo que você não sabe nada sobre nada. Caso saiba algo sobre o nada , saiba que em nada isso vai me ajudar, já que : de que adianta saber tudo quando se pretende escrever sobre o nada ?
“Tudo que sei é que nada sei”, essa sabedoria socratiana não deve ter surgido do nada, eu já sei de tudo isso, e digo mais: não vale nada ficar tentando teorizar sobre o nada se o nada , em si, não é nada além de uma convenção para definir tudo o que não conseguimos explicar. Adão e Eva surgiram do nada. Mas o que é o nada ? Viemos do nada e nem sabemos o que é o nada. Isso só prova que nós,realmente (e até mesmo utopicamente),não somos nada. Não sabemos nada sobre nós e ao mesmo tempo acreditamos que do nada surgiu tudo ! Se você tentar definir o nada , ele vai deixar de ser nada e passar a ser algo, mesmo que esse algo não represente nada para você.
Caso você não tenha entendido nada, saiba que não era nada disso que eu pretendia fazer quando decidi começar a escrever do nada sobre o nada. Minha intenção nunca foi te confundir – nada disso ! – muito pelo contrário, sempre quis que você soubesse quase tudo sobre o nada. Contudo, o nada não é nada e não existe nada de mais valioso que reconhecer e descobrir no meio disso tudo que a gente apesar de tudo, não sabe nada.Espero ter dito tudo sobre o nada e que nada tenha faltado. Do nada, percebi que escrevi tanto e não falei nada. Pelo visto esse texto não serviu pra nada.
-Pedro, obrigado pelo texto
- de nada !

2 comments:

juba said...

não entendi nada!

Julia Bittencourt said...

"somos nada" não seria um oxímoro? "Somos" implica uma condição de ser, e quem é , existe, logo é impossível sermos nada. Somos algo, nem que esse algo é tão volúvel como o nada.